Seja bem vindo ao nosso site Rádio Triunfo FM 87,9MHz Triunfo, Pernambuco, Brasil !

Buscar  
Pernambuco

Secretária estadual reconhece que números da segurança 'não são bons' e que resultados podem não ser sentidos 'de imediato'

Secretária de Defesa Social, Carla Patrícia Cunha foi entrevistada no NE1. Nova política de segurança pública foi apresentada na segunda (31), poucos dias após o milésimo tiroteio no Grande Recife.

Publicada em 04/08/2023 às 09:53hG1 PE

Link da Notícia:
Compartilhe
   

Secretária estadual reconhece que números da segurança 'não são bons' e que resultados podem não ser sentidos 'de imediato'
 (Foto: TV Globo/Reprodução)

Com estatísticas que colocam Pernambuco entre os estados com maior ocorrência de crimes violentos no Brasil: 1.776 casos apenas no primeiro semestre de 2023, a secretária estadual de Defesa Social, Carla Patrícia Cunha, disse que os resultados das ações na área de segurança pública "ainda não são bons, mas estão reduzindo" 

 

A declaração foi dada durante entrevista ao vivo ao NE1, da TV Globo, quando Carla Patrícia Cunha detalhou a nova política de segurança pública do estado, anunciada na segunda (31), o "Juntos pela Segurança".

 

“A gente sabe que [...] precisa de gente. Esse plano, que vai ser gerado a partir dessa política e que tem vários projetos [...], talvez não seja sentido de imediato. Nossos números ainda não são bons, mas estão reduzindo. Apesar de toda dificuldade, os índices de crimes violentos intencionais, contra o patrimônio e o feminicídio tiveram redução nesses sete meses”, comentou.

 

O plano foi lançado poucos dias depois de o Grande Recife registrar o milésimo tiroteio de 2023, segundo dados levantados pelo Instituto Fogo Cruzado, que monitora casos de violência em grandes metrópoles do país.

 

Além disso, Pernambuco registrou, em 2022, 37,8 mortes violentas por 100 mil habitantes, enquanto a taxa média nacional foi de 23,4 mortes, segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado em julho.

 

Durante a entrevista, a secretária confirmou a necessidade de novos profissionais para operacionalizar a nova política, mas afirmou que, embora o cenário ainda não esteja satisfatório, os índices de violência estariam reduzindo em relação a 2022.

 

Perguntada sobre a diferença entre o "Pacto Pela Vida", antiga política pública de segurança estadual e o "Juntos pela Segurança", Patrícia Cunha argumentou que o novo formato deve ser mais “profundo” nas causas que geram a violência.

 

“O que a gente anunciou foi uma política e isso [...] é algo inovador no nosso estado. É muito mais amplo e muito mais profundo do que um programa. Um programa a gente já teve e viu, durante 16 anos, que a meta nunca foi atingida. Isso fez com que fosse necessário um aprofundamento [...] nas causas da violência e isso demanda tempo”, explicou a secretária.

 

Plano de ação

Embora tenha justificado que a nova política seja mais completa, o "Juntos pela Segurança" foi apresentado sem o plano de ação ou metas que devem ser alcançadas pelos próximos anos.

 

O evento de lançamento deu início a uma consulta pública para a construção do plano, que só deve ser entregue em 28 de setembro. Carla Patrícia justificou que apenas uma organização civil tinha se apresentado para participar da elaboração da proposta.

 

“Existe, no âmbito do nosso estado, o Conselho Estadual de Segurança Pública, presidido pela Secretaria de Defesa Social. Esse ano, precisou prorrogar o convite pras organizações civis participarem por duas vezes. Na primeira vez, só tinha uma instituição que se inscreveu para participar e eu achei muito pouco, porque a gente tinha a previsão de oito. A gente prorrogou até que houvesse essa participação”, justificou.

 

Concursos

Para o futuro, Carla Patrícia Cunha prometeu uma maior articulação com diferentes secretarias para diminuir a criminalidade de forma sistêmica, mas não anunciou novas vagas para a Polícia Científica, que já conta com um déficit de mais de 300 profissionais.

 

No lançamento do "Juntos pela Segurança" foi anunciado concurso com 3.805 vagas para policiais civis, militares e bombeiros.

 

“Precisamos de mais gente. Estamos com um efetivo que está se desdobrando para trabalhar. A gente tem consciência disso e está sempre pensando em mudanças operacionais para que haja uma circulação e um emprego maior desse efetivo, mas a gente precisa trabalhar com efetivo que temos”, argumentou a secretária.




ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Agora na Triunfo FM
Locutores
João Edmilson e Alex Sandra Pádua
João Edmilson
Luciano Lima e Priscila Viih
Luciano Lima e Thyago André
Alex Souza e Luciano Lima
Thyago André e Priscila Viih
Seu Luiz
Priscila Viih
Alex Souza
Alex Sandra Pádua
Thyago André
Luciano Lima
Ouvintes Online

Visitas: 157376

Usuários Online: 1


Copyright (c) 2024 - Rádio Triunfo FM 87,9MHz - Todos os direitos reservados
Converse conosco pelo Whatsapp!
site, tv, videos, video, radio online, radio, radio ao vivo, internet radio, webradio, online radio, ao vivo, musica, shows, top 10, music, entretenimento, lazer, áudio, rádio, música, promocoes, canais, noticias, Streaming, Enquetes, Noticias,mp3,Blog, Eventos, Propaganda, Anuncie, Computador, Diversão e Arte, Internet, Jogos, Rádios e TVs, Tempo e Trânsito, Últimas Notícias, informação, notícia, cultura, entretenimento, lazer, opinião, análise, jogos, Bandas, Banda, Novos Talentos, televisão, arte, som, áudio, rádio, Música, música, Rádio E TV, Propaganda, Entretenimento, Webradio, CD